[RP FECHADA] BOOM CLAP!

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[RP FECHADA] BOOM CLAP!

Mensagem por Julieta Freiherr Capuleto em Qua Jun 29, 2016 3:07 am

BOOM CLAP!

A RP se passa em uma noite de sexta-feira, uma semana depois do ataque em Hopenz, o clima estava agradável. Julieta Freiherr Capuleto e Ralph Balder Kron fazem parte dessa RP, tornando-a fechada para as demais pessoas, mas se quiser participar é só mandar uma MP para um dos dois.



The winter bird is singing

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP FECHADA] BOOM CLAP!

Mensagem por Julieta Freiherr Capuleto em Qua Jun 29, 2016 3:58 am


BOOM CLAP!
I am moved by the chill, Hear the winter bird sing.

As ruas estavam movimentadas, era difícil de andar sem esbarrar em alguém. Meus pés me guiavam a mais de vinte minutos. Meu peito subia e descia, mas não de cansaço e sim de nervoso. Conseguia sentir minhas mãos suando dentro do bolso do short e eu juro que sentia minhas pernas tremendo por dentro. O motivo disso tudo é simples: Eu tinha decidido, uma hora atrás, a arrumar novos amigos. Arrumas amigos normais e aproveitar que meus poderes não estão totalmente recuperados. Eu não pareceria tão estranha assim. Né?

A verdade é que desde o ataque em Hopenz, eu ando cada vez mais sozinha. Todos nós estamos nos empenhando para colocar o lugar de pé de novo, mas o máximo que falo com as pessoas é um: Por favor, obrigada, de nada e o famoso: Em que posso ajudar? Nem consegui conversas com meus amigos animais, pois meus poderes, por algum motivo, ficaram fracos e sei lá. Me peguei pensando, diversas vezes essa semana, se o problema era comigo ou com os outros. Pensei tanto que decidi tirar a prova hoje. Tomei um banho, vesti qualquer roupa e sai. Assim, sem mais e nem menos. Sem me programar ou sequer saber o que fazer.

Eu jamais estive em uma boate. Sim, eu sou careta. Não bebo, não fumo, não como carne e não tenho amigos. Em outra época isso poderia ser Hipster ou Emo, mas hoje é só loser mesmo. Não que eu ligue para as denominações que a sociedade me dá, mas sinto falta de amigos, sabe? Quer dizer, sou humana também! Tenho vontade de ter alguém pra ligar, pra conversar e comer. Principalmente comer. Odeio comer sozinha.

Quando cheguei no lugar, meus olhos se arregalaram. Estava mais cheio que a rua e eu não fazia ideia de como conversar com alguém ali. Enfim, passei por toda a burocracia para entrar e tenho que frisar que não acreditaram na minha idade e tiveram que conferir mil vezes, mas achei engraçadinho, sabe? Depois de tentar passar por um grupo de pessoas e tentar me comunicar com outros, respirei fundo e decidi que eu precisava era de algo para comer. E beber. Um suco bem gelado e batatinhas fritas.

Foi o que fiz. Cinco minutos depois eu estava sentada no bar esperando minha maravilhosa comida e quando chegou, confesso que pareci uma criança de sete anos. Mas whatever né? Não da pra gente mudar quem somos.




The winter bird is singing

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP FECHADA] BOOM CLAP!

Mensagem por Ralph Balder Kron em Qua Jun 29, 2016 3:34 pm




let's dance?



Eu já tinha pleno controle de meus poderes e isso era um tremendo alívio, já que pensei que nunca mais os teria de volta. Apesar de ajudar a reconstruir o estrago feito no Instituto durante essa semana e gostar daquele tipo de trabalho, eu precisava arejar um pouco a cabeça. Um bar anos 60 seria muito mais a minha praia, mas resolvi ousar um pouco naquela noite e seguir a sugestão dos mutantes mais novos que diziam que o Davehgruéne Nightclub era o point do momento em Washington e mesmo achando que eu não iria gostar muito do som – principalmente se fosse parecido com o da Parada – resolvi arriscar, no máximo eu iria para casa mais cedo e pronto.

Naquela noite eu vesti-me casualmente, como sempre fazia. Coloquei uma camisa cinza, jeans escuros e coturnos militares de cor preta para completar e como eu iria de moto, coloquei uma jaqueta de couro leve, só pra me proteger do vento noturno enquanto pilotava a Harley Davidson, carinhosamente apelidada de Beckie. Quando estava pronto, parti na direção do clube noturno, pilotei até que com calma, deixando o vento que eu cortava com a moto me deixar mais relaxado.

Quando finalmente chegava ao meu destino, de cara eu fazia uma careta, por debaixo do capacete, era iluminado demais, mas eu estava ali para experimentar o novo, não é? Estacionei a Beckie na área reservada as motos e prendi o capacete no guidão com uma trava pequena. Desmontei a moto e fui em direção à portaria para pagar a entrada. A música não era exatamente o que eu esperava, ela tinha uma pegada mais eletrônica. O DJ fez um mix bem bacana com alguns clássicos misturados às batidas rápidas.

Apesar da música até ser agradável, o lugar estava muito cheio e tive que me espremer entre as pessoas para conseguir acesso ao bar da boate. Quando estava quase chegando lá, um infeliz já um pouco alto, tropeçava no pé de outro infeliz e acabava derramando todo o Bloody Mary dele em mim e apesar de ter a vontade de dar um chega pra lá no sujeito, vi que ele já estava tretando com o infeliz no qual tropeçou. Resolvi continuar a minha saga até o bar e já pedi guardanapos ou papel toalha para o garçom, abrindo os braços para mostrar o estrago que o infeliz fez na minha roupa. Por sorte a maior parte da bebida caiu na jaqueta de couro, o que seria fácil de limpar, mas o que caiu na camisa e na calça, bom.. eu penaria um pouco pra conseguir retirar.

Enquanto aguardava o garçom providenciar o que eu havia pedido, olhei para o lado e notei alguém meio conhecida. Pô, ela era ruiva, como não reconhecer? Eu não me recordava do nome dela, mas tinha certeza absoluta que ela não só morava no Instituto, como também ajudou na batalha contra o “Titã” que nos atacara. Aproximei-me da garota que comia batatas fritas e um tanto atrevido e sem noção eu roubei uma das batatas e comi. Aquilo era mais pra chamar a atenção da ruiva do que qualquer outra coisa. Mirei os olhos na garota e falei em tom que pudesse ser ouvido por ela, apesar da música alta. – De todas as pessoas do Instituto, você era a última que esperava encontrar aqui. Você nos ajudou na semana passada, não é mesmo? Eu sou Ralph, qual é o seu nome?



post: 18 | notes: -- | tagged:  Julieta Freiherr Capuleto | CLOTHES





Born to be wild

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP FECHADA] BOOM CLAP!

Mensagem por Julieta Freiherr Capuleto em Sab Jul 02, 2016 9:59 pm


BOOM CLAP!
I am moved by the chill, Hear the winter bird sing.

O suco foi a primeira coisa que tomei. Foi bem rápido, quase em três goles foi embora. Pedi outro para o garçom, peguei um guardanapo e limpei os cantos de minha boca que pareciam molhados. Dobrei-o e coloquei ao lado do prato com as batatas. E então olhei para aquela maravilha amareladas e respirei fundo, sentindo o cheiro de cada ingrediente contido ali. Céus, eu amava batatas.

Comi o equivalente a um terço do prato enquanto esperava meu segundo suco e nesse pouco instante já tinha me irritado um pouquinho. Primeiro um garoto que tinha, claramente, menos de 18 anos veio com umas cantadas pornográficas e gente, eu não sirvo pra isso. Eu nunca fui beijada, não sei nem reagir quando tenho interessem alguém, imagina receber cantadas? Eu simplesmente fico vermelha demais, minhas mãos começam a suar de um modo absurdo e a ficarem quentes, mito quentes. Tão quentes que se eu tocar em alguém acarreta uma queimadura de segundo grau.

Depois disso recebi uma mensagem de minha mãe me zoando por eu estar em uma balada. Ótimo, nem minha mãe acredita na minha capacidade de fazer amigos. Pff. Se dependesse dela, ainda estaria em casa com pijama de panda e tomando chocolate quente enquanto assistia todos os filmes da disney possíveis. Enfim, eu acabei pedindo uma segundo porção de batatas apenas por querer comer e não por fome.

Quando estas chegaram, estavam um pouco mais quentes e douradas, do jeitinho que eu gostava. Sorri comigo mesmo e quando ia pegar uma, vi uma mão gigante se aproximar do meu prato e pegar uma batatinha. Minha boca se abriu em incredulidade e então levantei meus olhos em direção a pessoa rude que ousava fazer um absurdo desses comigo - sim, estou exagerando bastante -. Então eu tive um surpresa: O homem, grande por sinal, era do instituto. Corei quando o mesmo disse que eu era a ultima pessoa que ele esperava encontrar ali. Minha esperança de não deixar na cara minha introversão não deu muito certo, pelo visto. Contudo, respirei fundo e mantive o olhar. Abri um sorriso amigável e ignorei o nervosismo dentro de mim.

- Resolvi sair da toca um pouquinho. - Tentei fazer uma brincadeira, mas me arrependi no mesmo instante, mas quando ele tocou no assunto de semana passada, me senti mais tranquila. - Oh, sim! Eu lembro de você agora. - Disse, apontando o dedo indicador para ele. Lembrava que tinha visto ele ser arremessado longe. Foi bem feio. - Sou Julieta, muito prazer Ralph. - Estendi a mão para ele apertar e quando o fez, senti a minha palma mais quente que o necessário e logo puxei-a. - Desculpe, ainda não estou 100%. - Dei um sorriso sem graça e enfiei uma batata na boca. - Como você está? Quer dizer, foi bem feio o que aconteceu contigo.




The winter bird is singing

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP FECHADA] BOOM CLAP!

Mensagem por Ralph Balder Kron em Dom Jul 03, 2016 10:49 pm




let's dance?



Sentei-me no banco que tinha ao lado da garota e logo que o bartender me entregava um pano de prato, passei a limpar a bagunça que o fulano desastrado faz em minha roupa. Por muita sorte mesmo a maior parte do Bloody Mary havia caído na jaqueta de couro, então não seria problemático limpar, mas os cheiros da vodca e do suco de tomate provavelmente ficariam em mim pelo resto da noite. Enquanto fazia isso, sorri para a ruiva e meneei o rosto.

– Sair da toca um pouco é sempre bom.   – cumprimentei a garota com um aperto de mão leve no momento em que ela me reconhecia. Senti um calor um tanto incomum vindo da palma da mão dela e a garota recolhendo a mão e desculpando-se em seguida. Meneei o rosto em sinal que não tinha problema e coloquei as mãos dentro dos bolsos, ao ouvir a pergunta dela me limitei a encolher os ombros. – Já estou bem. Fiquei alguns dias internado no hospital, mas agora já estou  praticamente recuperado .

Pedi para o bartender um shot de tequila para mim e outro para a ruiva, por mais que ela não estivesse bebendo nada alcoólico. Olhei para ela com um sorriso divertido nos lábios e perguntei. – Não quer experimentar? Já se deu ao trabalho de sair da toca e vir para esse lugar cheio e barulhento mesmo. Tomar um pouco de tequila sempre ajuda. – deslizei suavemente o copo de dose para ela e estendi o meu no ar momentos depois de surrupiar mais uma batata frita que ela havia pedido. Olhei para a garota com uma das sobrancelhas erguidas como se indagando se ela topava mais aquela mudança de hábito.



post: 21| notes: -- | tagged:  Julieta Freiherr Capuleto | CLOTHES





Born to be wild

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP FECHADA] BOOM CLAP!

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum