[RP Fechada] tonight is the night

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[RP Fechada] tonight is the night

Mensagem por Calvin Zeërch Diokovich em Ter Jun 14, 2016 4:32 am



tonight is the night


RP Fechada entre Valentina Rose & Calvin Zeërch, que se passa em Washington DC em algum dia aleatório. Qualquer postagem que não seja dos dois será desconsiderada.






Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP Fechada] tonight is the night

Mensagem por Calvin Zeërch Diokovich em Qua Jun 15, 2016 9:01 pm

tonight is the night


O noticiário das 8 me enchia de alegria, a voz grossa e presente do locutor anunciava uma operação de dois dias atrás que ocorreu em uma cidadezinha de interior com um banco recentemente aberto, onde um indivíduo de terno cinza escuro, luvas negras e uma máscara também preta conseguiu, com mais dois mutantes que também protegiam a sua identificação, roubar uma grande quantia em dinheiro, que ainda não foi calculada. — Três milhões e oitocentos dólares, cara. — Corrigi o locutor com uma pequena careta expressa em meu rosto, mesmo sabendo que ele não iria me escutar, e pisei fundo no acelerador através de uma das avenidas da Capital, fazendo um zigue-zague entre os carros. — Meio milhão para cada mutante, um milhão em ações da Apple, uma moto para substituir a que eu praticamente evaporei em uma batida contra um poste de luz que eu passei três fodendo dias para me recuperar por completo e algumas semanas para arquitetar outra operação. — Concluí comigo mesmo com um sorriso satisfeito estampado no rosto. Troquei de estação e deixei em uma que estava tocando música clássica. O vento me fazia querer ter ficado com o cabelo um pouco mais longo por um pouco mais de tempo para poder tê-lo esvoaçando agora, aquela brisa fria contra meu rosto me provocava certos arrepios na nuca e a vontade de acender um cigarro aumentava.

Parei o meu carro em frente ao instituto Hopenz e o observei sua grandeza. Eu poderia ter procurado abrigo ali assim que tivesse descoberto meus poderes, mas eles não iriam me permitir fazer o que faço hoje, ou tampouco iriam me deixar livre para praticar meus antigos hábitos que hoje deixaram a minha resistência alta. Meu objetivo nesta noite não era para ficar observando aquela construção, e sim buscar alguém de lá. Saquei o meu celular e enviei uma mensagem até a Valentina, uma "interna" do instituto a qual eu a convidei para "sair" comigo hoje. Executei o comando para subir o teto do carro e o desligando do modo conversível, logo ergui os vidros do carro com visibilidade 90% do lado externo para o interno, afinal, aquilo ali era um território perigoso, mesmo sabendo que apenas um grupo extremamente pequeno e seletos a dedo por mim conhecem o meu outro "lado". Perdido em meus pensamentos com o olhar fitando o horizonte sem nenhum local fixo, fui despertado pelo som da porta do banco de carona abrindo e uma figura entrando e sentando-se no banco ao meu lado, era ela, e ela estava especialmente linda esta noite. — Boa noite. — A cumprimentei com um sorriso terno, escolhendo as palavras com cautela, como eu faço quando estou falando com qualquer pessoa que viva lá, pois eles são perigosos, mas não eles do tipo "eles" como indivíduo, mas sim o que qualquer ato contra os próprios poderiam representar. Hopenz mandaria os melhores mutantes caçar o filho da puta que tocasse-os de forma errada, e eu já tenho problemas demais para me preocupar.

Troquei a rádio pouco antes de pisar no acelerador e setei a frequência em uma rádio eletrônica, entediá-la com minhas músicas clássicas de tiozão não era um bom começo. — Coloque o cinto. — Chamei a sua atenção com um olhar de advertência e em seguida dei partida com o carro e me distanciei do instituto, ela já conhecia o destino, assim como eu, logo a ansiedade para algo surpresa não estava presente no carro. — Quer tomar um pouco de ar? — Mais uma vez, o "exoesqueleto robótico" do carro recolheu o teto do carro e deixou de pé apenas o para-brisa. Em um dos poucos momentos de sorte que eu já tive em minha vida, não peguei nenhum engarrafamento ou tráfego pesado e chegamos na Dance House sem nenhum problema. O estacionei alguns metros da entrada e contornei a frente do carro até chegar no lado do carona, onde eu abri a porta e a esperei sair. Pois é, até bad guys são cavalheiros e seus namorados não. Tranquei as portas do carro apertando o botão esquerdo do meu controle remoto e ofereci minha mão para acompanhá-la até a entrada, onde realizamos o check-in e adentramos no local.





Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP Fechada] tonight is the night

Mensagem por Valentina Rose Underwood em Qui Jun 16, 2016 12:42 am


Midas tch
Intoxicate me, I'm a lush
Stop, you're making me blush
O reflexo no espelho revelava a figura bem arrumada de Valentina para seu "encontro" naquela noite. Tinha uma enorme parte da sua pele exposta devido ao vestido revelador, porém parecia apropriado para o que tentava mostrar. Costumava usar cores neutras, deixar o cabelo preso, a pele coberta... Pelo menos por aquela noite iria liberar o bastante para sentir que poderia divertir-se sem inibições. O caminho do seu quarto até o lobby do Hopenz foi um pouco desconfortável. Todos que estudavam ali não estavam acostumados a vê-la daquele jeito e aparentemente não sabiam disfarçar nem um pouco o choque ao colocarem o olhar nela. Decidiu não se importar e apenas fazer seu caminho calmamente. Esperava por Calvin vir busca-la no local. Sairia hoje com um mutante que não era do instituto. Estava claro que não queriam problemas um com outro, visto que havia a chamado para sair.  Mas não deixaria sua guarda totalmente baixa essa noite, pois nunca se sabia o que ele poderia tentar. O celular tremeu em sua mão anunciando uma mensagem de Calvin afirmando que já estava no local. Bom, não esperava dele que a buscasse na porta então apenas seguiu para fora do instituto procurando pelo carro dele. Estava parado nos portões do local, não tendo ousado entrar. Era até engraçado, mas entendia. Havia pessoas no instituto que consideravam os mutantes do local os únicos importantes pelo mundo e isso poderia criar uma ameaça para ele.

Abriu a porta da carona do carro com cautela e entrou no carro calmamente, sendo recebida por um cumprimento e sorriso de Calvin. Retribuiu o sorriso enquanto ajeitava-se no banco e o olhava. Estava feliz por não ter se arrumado menos já que o homem ao seu lado encontrava-se totalmente charmoso. — Boa noite! — falou em um tom recatado enquanto sentia o carro começar a se mover. Observava seus movimentos e estranhou quando ele trocou de rádio para uma na qual tocava uma música eletrônica mais animada. Queria dizer-lhe que gostava daquela música extremamente chata para muitos, mas não iria intervir na sua escolha de música. Voltou o olhar a ele novamente ao ouvir sua exclamação autoritária para colocar o cinto. Lançou lhe um olhar irônico enquanto colocava o cinto. — Devo me preocupar com sua habilidade como motorista? — falou enquanto soltava um sorriso debochado. Cruzou as pernas e apenas assentiu para ele enquanto ele fazia o carro ficar conversível.  O vento era um agradável adicional para a viagem do carro até o local que estavam  indo. O trânsito foi fácil então logo chegaram. Deslizou para fora  do carro enquanto Calvin segurava a porta e pegou sua mão para irem para dentro do local.

Foram encaminhados para a mesa deles, onde se sentou e esperou que ele se sentasse também. A música que tocava era alta, porém bastante agradável. Muitas pessoas estavam na pista de dança se movendo insanamente ao som que tocava. Observou-as por um tempo e então voltou seu olhar para Calvin em sua frente. — Então, o que te fez convidar essa garota do instituto para sair? — perguntou enquanto o observava. Era bem óbvio que viviam vidas diferentes como mutantes. Ela era bastante controlada e apenas gostava de treinar seus poderes no instituto para caso tivesse que se defender. Mas ele não... Sabia o que ele gostava de fazer.  




Ten million dollar smile
Think I can handle that



Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP Fechada] tonight is the night

Mensagem por Calvin Zeërch Diokovich em Sex Jun 17, 2016 6:37 pm

tonight is the night


Encerrei o contato de nossas mãos assim que encontramos uma mesa vaga para ocuparmos. A mesa possuía uma base fixa ao chão de ferro porém a superfície em si era de vidro com algumas luzes led, que devido a baixa luminosidade do ambiente, deixava nossos rostos com aspecto azulado, mas nada que pudesse incomodar a vista de alguém. Sentei no lugar ao lado oposto da garota, ficando de frente para ela e direcionando meu olhar ao seu rosto, oh sim, o trânsito quase não me fez notar o quão realmente bonita ela estava. Sua pergunta me pegou de surpresa, um sorriso tímido se fez presente em meu rosto. — Para ser sincero eu não faço a mínima ideia. Eu só estava afim e também... É, eu só estava afim. — Pela primeira vez em anos, desde meu novo estilo de vida com o surgimento do meu "super poder" eu me senti como um adolescente que chamou a garota da escola para o baile de formatura e na hora do evento ficou sem jeito. — Ignore qualquer coisa idiota que eu fizer de errado, não tive tempo de ganhar experiência em "encontros" quando mais novo. — Para falar a verdade, esse é o meu primeiro que não envolve alguns caras com um par de seguranças cada, que estão com alguma maleta na mão lotado de dinheiro ou que estão com algum rolo de papel extremamente grande com alguma estratégia para alguma operação suja. — Para falar a verdade, hoje eu não queria conversar muito, por isso a escolha desse lugar. — Encolhi os ombros após justificar.

Tombei a cabeça para o lado e direcionei o meu olhar até a pista de dança, em sua maioria esmagadora ou até mesmo todos lá eram humanos comuns, todos pareciam felizes, estavam se divertindo e ignorando a hostilidade do mundo que os aguardam lá fora. Voltei a minha atenção para a loira e mordi o meu lábio inferior, com uma pequena dúvida se a oferecia algo para beber ou a chamaria para uma dança. "Eu deveria ter tomado uma boa dose de álcool antes de vir, me deixaria mais aberto e menos receoso de que algo pudesse dar errado." — Você quer beber algo? Eu estou afim de tomar a coisa mais forte que eles tiverem no estoque, mas não agora. — Exibi um sorriso infantil e cruzei os braços em frente ao meu peito. A falta de um garçom e o fato de que para pegar qualquer coisa eu teria de ir até o balcão do bar me incomodava, mas eu não teria nem do que me queixar, afinal ali não era um restaurante. — Antes de ir para a pista, quero gravar na memória o quão bonita você está com esse cabelo preso e quieto e o batom perfeitamente aplicado. — Lhe mandei uma pequena piscadela no olhar e levantei da mesa. — Vem. — Indiquei o bar ao cantinho e caminhei junto a ela até o balcão, onde fomos atendidos por um bar-man que estranhamente dançava apenas com a cabeça com o som da música. — Um litro da coisa mais forte que você tem, com algumas gotinhas de limão, se possível. E para ela... — Inclinei minha cabeça para o lado e a observei. — O que ela preferir. — O cara pareceu um pouco impressionado com o meu pedido, já Valentina nem tanto, ela conhecia sobre minha condição anormal, eu só passaria apenas alguns poucos minutos sobre o efeito daquela bebida, e com o álcool tendo seu efeito cortado mais que a metade.

O cara chegou com o nosso pedido em pouco mais de um minuto, com um copão preenchido por um líquido de cor acinzentada e que parecia borbulhar, ergui as sobrancelhas ao observar aquilo ao mesmo tempo que esboçava um pequeno sorriso. "Essa é nova." Entreguei o meu cartão para pagar pela bebida e fechei meus dedos em torno do copo litrão, e o levei até a minha boca sem demoras, quase que impaciente. O conteúdo era realmente quente ao mesmo tempo em que estava muito gelado, o líquido desceu rasgando a minha garganta até chegar em meu estômago, que pareceu ser atingido com um chute da pessoa mais forte do universo. Bebi todo o conteúdo até não sobrar mais nenhuma gota dentro do copo, passei a língua sobre o canto da minha boca para recolher algumas gostas que persistiram ficar lá e observei a reação de surpresa do cara que me deu a bebida. — Isso é realmente bom. — Guardei o cartão em minha carteira e voltei a atenção para minha acompanhante, que ainda estava saboreando o seu pedido, que era potencialmente mais fraco que o meu. — Assim que estiver confortável, vamos para lá. — Indiquei a pista de dança com a cabeça, recaindo meu olhar sobre o seu vestido que exibia uma boa parte do seu corpo, me fazendo desejar ver além do que ele me permitia ver. "Calma, rapaz."






Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP Fechada] tonight is the night

Mensagem por Valentina Rose Underwood em Qua Jun 22, 2016 2:51 am


Midas tch
Intoxicate me, I'm a lush
Stop, you're making me blush
Observou enquanto sua pergunta era processada por ele, a honestidade da indagação tendo chocado-o um pouco. Continuou sentada com as pernas cruzadas, agora debruçada delicadamente na mesa, esperando pela resposta do homem em sua frente. A resposta veio e até que a surpreendeu um pouco. Não tinha um motivo grandioso para ter levado-a para sair, o que para ela era ainda melhor. Conseguiu sorrir levemente ao ouvi-lo falar que não tinha experiência... Como se ela tivesse. — Não é um problema, eu não sou totalmente experiente nesse tipo de situação também. — disse com um sorriso estampado no rosto. E depois se calou, vendo que ele não estava querendo conversar. Ficaria quieta e deixaria ele conduzi-la naquela noite. Ficou apenas observando-o por um momento. Não tinha muitos problemas em situações a dois, mesmo que não tivesse muita experiência. Ele já lhe parecia mais receoso, o que lhe deixava quase mais calma. Porém não queria que ele pensasse que não podia aborda-la ali.

Enquanto ele estava calado apenas olhando ao redor, aproveitou para fazer o mesmo. A pista de dança fervia naquela hora, todos dançavam sem se importar em esbarrar um nos outros ou com o olhar de alguém. Talvez já que não estavam conversando poderiam ir dançar logo, seria algo bom. Virou-se no momento em que ele lhe perguntava se queria beber algo e respondeu apenas assentindo com a cabeça. Levantou-se achando que ele faria o mesmo, mas ele a observou por um momento e ao ouvi-lo sentiu as bochechas esquentarem completamente. Era óbvio que não sairia dali totalmente arrumada como tinha vista, deixando-a ainda mais ansiosa para a noite que poderiam ter. — Estou ansiosa para ver como você vai me desarrumar... — disse soltando um sorriso malicioso em sua direção. Depois apenas o seguiu até o bar no momento em que se levantou e parou com um sorriso educado para o bar-man. Calvin pediu um balde de algo, o que provavelmente a causaria nojo se não soubesse de sua condição. — Apenas um martini, por favor! — disse dando uma piscadela para o homem em minha frente. Os pedidos logo vieram e apenas deu um gole em seu martini enquanto assistia ele virar aquele grande balde goela abaixo. A cena que parecia assustadora para alguns era bastante engraçada para ela.

Valentina então continuou a bebericar sua bebida enquanto ele pagava por elas. Virou-se então novamente para ele no momento em que ele guardava o cartão e lhe dizia para irem para a pista de dança quando estivesse confortável. Não pode deixar de reparar no olhar faminto que ele dava em direção a sua pele exposta pelo vestido. Talvez achasse que não fosse uma boa ideia sair com aquela roupas mas agora aproveitava da sensação de confiança que ela lhe passava. — Você gosta do meu vestido? — perguntou em um tom de inocência falso enquanto olhava-o nos olhos. Tirou então a pequena azeitona presa em um palito transparente em sua bebida e a comeu, virando todo o conteúdo do copo em sua boca logo em seguida. — Vamos dançar. — disse enquanto pegava a sua mão e seguia com ele para a pista de dança. O local estava mais cheio do que todos os outros ambientes e também muito mais animado. Parou em um local com um bom espaço para os dois e então começou a dançar animadamente. Fez questão de então colocar uma mão em seu ombro para que entendessem que estava com ele. A ultima coisa que queria era algum folgado dando em cima dela por ali. Seus movimentos ficaram timidamentes mais sensuais enquanto encarava-o em sua frente. Talvez estivesse querendo seduzi-lo, mas era uma divertida tarefa provoca-lo.  




Ten million dollar smile
Think I can handle that



Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP Fechada] tonight is the night

Mensagem por Calvin Zeërch Diokovich em Sex Jun 24, 2016 8:36 am

dance with me, so amazing

Não demorou para que meu olhar nada discreto denunciasse o que eu estava priorizando ver, e talvez até dando indícios do que minha imaginação fértil poderia estar processando. A voz da garota, que na minha cabeça agora estava terrivelmente bem mais provocante do que mais cedo, me lançou uma pergunta em um tom embargado de uma inocência que, apesar de não conhecê-la a fundo, eu sabia que não era real. — Gostei, ele favorece o belo corpo que tens. — Para a loira ter entendido o que eu falei, tive que forçar um pouco a minha voz para que ela pudesse se sobressair em meio o barulho da pista de dança. A observei comer uma pequena azeitona que acompanhava a sua bebida antes dela, por fim, terminar de consumir o conteúdo no copo em que ela havia firmado os dedos. Copo esse que foi deixado de lado assim que estivera vazio e deu um lugar vago em sua mão, que foi novamente preenchido pela palma da minha na iniciativa que a mesma tomou para me chamar para dançar. — Sim, vamos dançar! — A respondi com uma leve animação escondida em minha voz. Deixei que ela me guiasse através do local, e assim que chegamos na pista de dança senti a minha pupila se dilatar para acompanhar o baixo teor de luz que havia por aqui e meu senso de equilíbrio foi reduzido de forma mínima quando a música tornou-se mais alta e presente.

Continuei sendo guiado pela loira através da multidão de corpos agitados até que chegamos em uma parte em que o pessoal estava mais dispersos, onde teríamos uma liberdade maior de movimento. Sorri de forma simpática aprovando o resultado de sua busca e me posicionei de frente para ela, focando minha atenção na música para desvendar o tipo de dança que eu teria de realizar. "Eletrônica é legal." Pensei por curtos segundos, até que percebi a garota começar a fazer sua dança. Ergui minha sobrancelha direita e a encarei, enquanto o sorriso ainda persistia em meu rosto, ao mesmo tempo em que comecei a acompanhá-la na dança, respeitando uma certa distância entre nossos corpos. Senti uma de suas mãos pousarem sobre meu ombro e concluí que aquilo deveria ter sido feito para evitar que alguém inconveniente viesse a estragar o nosso momento indo de encontro a ela. — Só não pise em meu pé. — A provoquei em um tom divertido, envolvendo com um dos meus braços as costas da garota em uma altura um pouco mais acima de sua cintura, e aproximei apenas um pouco mais os nossos corpos. Ok, agora realmente ninguém virá nos atrapalhar. Dancei conforme a música pedia para o momento e tentei me mover de forma similar a da garota para haver uma certa sincronia, a medida que o tempo passava gotículas de suor colavam curtos fios rebeldes de meu cabelo na minha pele.

Procurei manter meus movimentos longe de se tornarem uniformes por um bom tempo, músicas trocavam e eu, juntamente da minha companheira, nos adaptávamos a ela de forma rápida, em poucos minutos a sincronia entre nossos movimentos tinha sido estabelecida, tudo estava ocorrendo de forma perfeita. Uma certa música em especial começou a tocar, esta possuía notas mais graves e pesadas, o ritmo prezava uma dança um pouco mais lenta, porém ainda agitada, favorecendo uma sensualidade que poderia ser explorada na nossa dança. A medida que a música estava se desenrolando, girei o corpo da garota até que suas costas estavam contra meu torso, nossos corpos completamente colados e minha mão firme sobre sua cintura. — Você está irresistível hoje, Val. — Sussurrei num tom rouco e provocante na altura de seu ouvido, mordiscando-o levemente em busca de causar alguns arrepios, nem que sejam mínimos. Posicionei a garota de frente para mim novamente e coloquei uma de minhas pernas entre as dela, o que fez com que, devido o estilo de dança em que ela havia adotado, sua região erógena entre as suas pernas entrou em contato sobre a parte superior de minha coxa, estando entre nossas peles apenas a minha calça e a sua peça íntima. Com uma de minhas mãos em sua cintura, a conduzi a repetir aquele gesto novamente, de uma forma um pouco que inocente, sem realmente perceber o que eu estava provocando. — Valentina, onde você quer terminar a noite? O hotel em que eu estou hospedado não fica muito longe daqui. — Questionei-a assim que eu lhe concebi novamente liberdade em sua dança, e esperei ansiosamente a sua resposta para planejar o resto da noite enquanto dançava, expondo duas opções para a loira escolher, sendo elas o seu quarto no Instituto Hopenz ou o meu quarto no Hotel em que eu estava hospedado em Washington DC, afinal ela sabia que eu não morava na cidade, era de Manhattan.
with Valentina; dancing; washington dc;
© mr. houdini




Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP Fechada] tonight is the night

Mensagem por Valentina Rose Underwood em Sab Jun 25, 2016 8:26 pm


Midas tch
Intoxicate me, I'm a lush
Stop, you're making me blush
A dança continuou, agora envolvendo Calvin nela. Pode ouvir o moreno em sua frente fazer uma piada sobre pisar em seu pé, para qual apenas lhe respondeu com uma estirada de língua brincando. Ele logo puxou o corpo de Valentina em sua direção, fazendo agora que a dança dos dois não pudesse ser interrompida ou incomodada por ninguém. Dançavam conforme a música que tocava na hora, os corpos tocando-se acidentalmente pelos movimentos de vez em quando. Os corpos na pista de dança não perdiam a animação, continuando a pular e dançar animadamente ao redor deles. Podia sentir o cabelo ficando bagunçado conforme se mexia, exatamente como ele falou que aconteceria. Sua mente fantasiava inocentemente enquanto dançavam como iria acabar naquela noite. Gostaria que ele lhe deixasse fora do seu eixo, e dançar com ele já era um ótimo começo. Levantou o olhar para encara-lo nos olhos, mesmo que com as luzes fosse bastante difícil. Dançavam em uma perfeita sincronia, os movimentos acertando-se a todo momento, coisa que lhe agradava e muito.

Todas as músicas tinham sido bastante animadas e eletrônicas porém em um momento colocaram uma música mais sensual. Apertou ainda mais a mão em seu ombro, começando a então mexer mais seu quadril em um rebolado que seguia a batida da música. Ficou surpresa quando sentiu Calvin girar seu corpo para ficar de costas para o dele, a mão em sua cintura ainda firme como antes. A voz dele em um sussurro em sua orelha fez com que Valentina fechasse os olhos, trêmula pelo seu tom e suas palavras. A pequena mordida em sua orelha fez com que o corpo mal coberto pelo vestido ficasse totalmente arrepiado e sua respiração antes normal agora ficasse acelerada. Antes que pudesse lhe responder ou até retribuir com qualquer movimento, teve o corpo novamente virado em sua direção. A nova posição era ainda mais provocante. Sua perna entre as suas, tocando-lhe timidamente em sua região intima. A música lhe permitia ser um pouco mais sensual, o que lhe permitiu rebolar o corpo naquela posição fazendo com que o pequeno toque se tornasse um roçar mais intenso. Não separou os olhos dos dele enquanto sentia sua mão firme, fazendo com que repetisse o ato algumas vezes. Era prazeroso e provocativo, fazendo-a ficar ainda mais quente do que antes.

A música então mudou novamente e os corpos voltaram para a posição em que começaram, dançando apenas um na frente do outro. Prestou atenção enquanto ele lhe perguntava aonde ela queria terminar a noite, lhe dizendo que seu hotel não era tão longe da boate. Ignorou um pouco a música, parando de dançar por um momento e aproximou o corpo do dele, colando os seios em seu peitoral. Levou uma mão até a base das suas costas, passando-a por debaixo da sua camisa e subindo ela por sua pele em um carinho leve e despretensioso. Aproximou então seu rosto do pescoço de Calvin, começando a distribuir alguns beijos pela pele exposta alternando de vez em quando para mordidas sem força. Levou então a boca até seu ouvido, colando-a no local. — Eu acho que no seu hotel é melhor, não é? — sussurrou em um tom malicioso, beijando sua orelha logo após e voltando a dar atenção para o pescoço exposto do moreno.




Ten million dollar smile
Think I can handle that



Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP Fechada] tonight is the night

Mensagem por Calvin Zeërch Diokovich em Ter Jun 28, 2016 3:01 am

dance with me, so amazing

Por um breve momento, ignoramos a música alta que tocava ao nosso redor e cessamos nossa dança com uma iniciativa tomada pela loira. Notei que ela aproximava-se mais do que uma dança daquele estilo musical permitia e senti seus seios contra meu peitoral. Instintivamente, minhas duas mãos pousaram na fina cintura de Valentina e as deslizei lentamente através de seu corpo até sentir as nádegas dela preencherem a palma das minhas mãos. O que impedia o toque direto entre nossas peles era apenas uma simples camada de tecido. Seu rosto estava extremamente próximo ao meu, e devido a diferença de altura entre nós dois eu podia sentir a respiração levemente aquecida pela bebida que ela havia tomado contra o meu pescoço, que econtrava-se totalmente exposto para ela. Eu não havia sido o único a fazer uso das mãos, pude sentir seus finos dedos deslizando através da minha pele, subindo por minhas costas até chegarem na altura de meu ombro, em uma demonstração de carinho. Não houve demoras até que seus lábios selaram-se contra minha pele, meu pescoço aos poucos foi sendo tomado por sua boca, que se encarregava de deixar vários beijos carinhosos e de curta duração, juntamente com mordidas fracas.

Levemente a garota inclinou seu corpo para frente, sustentando seu corpo apenas na pontinha dos pés para ficar "mais alta" e conseguir parear sua boca até um de meus ouvidos. Seus lábios colados por lá provocaram um arrepio intenso por meus membros superiores e meu torso. Por ter feito isso, seu corpo encontrava-se ainda mais "jogado" ao meu e eu pude sentir seus seios com mais intensidade que antes. Sua doce e provocante voz invadiu o meu ouvido, me informando onde ela desejaria passar a noite visando as opções que eu tinha proposto a ela. Sua resposta me fez abrir um pequeno sorriso e eu apertei com vontade as nádegas da loira em mesmo instante, reação provocada pela voz embargada de malícia. Novamente pude sentir a jovem do instituto Hopenz explorando o meu pescoço com a boca e mordi o meu próprio lábio inferior, todas as sensações que ela me fazia sentir eu iria lhe retribuir com toda certeza, mas sentia que o lugar em que estávamos não era muito apropriado. Uma parte de mim queria continuar dançando, mas a outra parte de mim não me deixaria executar isso novamente depois do que a Valentina havia iniciado. — Estamos começando a atrair alguns olhares... E eu acho que nosso horário aqui já deu. — Sussurrei próximo a seu ouvido e senti os beijos cessarem. Seu rosto volto a me encarar e eu sorri maliciosamente ao encontro de nossos olhos. Seu batom perfeitamente aplicado já estava com falhas visíveis e seu cabelo já não estava da mesma forma que se encontrava a caminho daqui. — Mal posso esperar para desarrumar em segundos o que você arrumou em minutos. — A altura da minha voz foi calibrada para um modo em que pudesse se sobressair a altura da música e que apenas Valentina poderia escutar.

Separei meu corpo do da loira e enlacei meu braço ao redor de sua cintura, caminhei lado a lado com ela até a saída, abrindo passagem em meio aos corpos agitados e suados que insistiam em dançar. Assim que atravessei a porta e tive o contato com o clima exterior, o frio das ruas entrou em choque com o meu corpo quente, meu olhar recaiu sobre o decote de Valentina, procurando indícios de arrepios na região entre seus seios para saber se apenas eu havia sentido aquilo. Enquanto caminhávamos de volta para o carro, eu destranquei as portas com o meu controle remoto, escutei um som mecânico das travas descendo e acompanhei Valentina até o lado do carona e abri a porta para que ela pudesse sentar no banco. — Da próxima vez não vou dirigir um carro esportivo, iríamos ter uma breve diversão no banco de trás. — Fechei a porta com certa força e contornei o carro até o lado do motorista, adentrei no carro e encaixei a chave ao lado do volante, dei um giro de 45° graus no objeto e liguei o motor. Tombei minha cabeça para o lado e parei para observá-la por um pequeno segundo, me certificando se ela já estava de cinto. Mordi o lábio inferior ao meu olhar cair sobre sua coxa exposta após analisá-la. Liguei o rádio em uma estação aleatória e dei a partida no carro em direção ao meu hotel.
with Valentina; dancing; washington dc;
© mr. houdini




Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP Fechada] tonight is the night

Mensagem por Valentina Rose Underwood em Qui Jun 30, 2016 5:13 pm


Midas tch
Intoxicate me, I'm a lush
Stop, you're making me blush
As suas mãos responderam aos movimentos que Valentina exercia, deslizando-as sem nenhum rodeio até suas nádegas. A medida em que proferiu aquelas palavras para Calvin, suas mãos apertaram suas nádegas fortemente, fazendo com que o corpo fosse quase erguido e um gemido de surpresa fosse solto pelo pescoço do moreno. Calvin então não esperou mais nenhum momento para lhe informar que já atraiam olhares com a carícias que trocavam. O rosto esquentou em pensar que estivessem sendo observados, mas apenas separou o rosto do seu pescoço rapidamente e o observou, esperando pela direção que tomariam. Seu sorriso era malicioso e seu olhar faminto, o que só aumentava o seu desejo de sairem dali logo. Geralmente não agia desse jeito, mas não conseguia se controlar com o seu corpo tão perto do dele. Proferiu algumas palavras por cima da música, quase como um aviso, de que ele a desarrumaria e ela mal podia esperar por isso. Calvin então separou os corpos, pegando-a pela cintura e se encaminhou a saída do local.

Fora já do local o ar frio fez com que sentisse um arrepio, o qual ignorou. Apenas caminharam de volta ao carro, na intenção de irem embora logo. Entrou no carro delicadamente para que seu vestido não subisse em nenhum momento, logo escutando suas palavras. Pensou em responder mas a porta já estava fechada a essa altura. Tomou uma respiração profunda para tentar se acalmar após essa provocação dele, mas imagens de uma certa diversão em um banco de trás de algum carro flutuavam pela sua cabeça. Calvin então adentrou o carro também, fazendo com que ela puxasse logo o cinto e o colocasse para que não ouvisse novamente uma reclamação. Observava-o enquanto ele dava partida no carro e não pode deixar de notar o olhar recaido em suas coxas. O carro então se pôs em movimento em direção ao hotel, coisa pela qual Valentina já ansiava. Estava bastante excitada depois daqueles momentos na boate e apenas queria tocá-lo novamente. Não se segurou e esticou o braço em direção ao seu corpo colocando a mão esquerda em sua coxa direita, fazendo então um carinho calmo na área, nada alarmante. — Não se preocupe, não vou fazer você bater o carro ou fazer nada perigoso... — falou com um sorriso sacana em seu rosto. Como queria que chegassem logo...

Ele então estacionou em frente ao hotel, o manobrista abrindo logo a porta para que saísse. Saiu com a ajuda de sua mão, lançando-lhe um sorriso educado e então seguiu com Calvin para dentro do hotel. Deixou que ele a guiasse pelo local, logo adentrando o elevador com ele em direção ao seu quarto. Mantinha o seu corpo perto do dele, a mão dele firmemente em sua cintura fazia sentir-se segura e protegida de qualquer olhar indecente que poderia receber. Enfim estavam em seu andar e caminhou com ele até a porta de seu quarto, deixando que ele a destrancasse-a para entrarem. Adentrou o quarto não prestando muita atenção em sua decoração ou em nada ao redor, apenas se virou ficando de frente para Calvin que fechava a porta do quarto atrás dele. Mordeu o lábio em uma ação nervosa, a vontade de pular nele quase tomando seu ser mas esperava para que não acabasse assustando ele. — Então, e agora? — perguntou em um tom de voz rouco, já tomado pelo tesão que sentia em estar ali com ele.




Ten million dollar smile
Think I can handle that



Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [RP Fechada] tonight is the night

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum