{RP FECHADA} — midnight drink

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

{RP FECHADA} — midnight drink

Mensagem por Valentina Rose Underwood em Seg Jun 13, 2016 6:11 pm

— a midnight
A postagem se passa entre Valentina Rose Underwood e Joy Kronwech Yixle, estando, então, fechada para quaisquer outros membros que não convidados por elas. Tem como local um Bar, em Washington. Uma noite com clima ameno e estrelas no céu.
drink —



Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {RP FECHADA} — midnight drink

Mensagem por Valentina Rose Underwood em Seg Jun 27, 2016 6:38 am

no mourners, no funerals

she is wearing

Enquanto empurrava a porta do bar no centro de Washington percebeu que não havia planejado aquilo. Mais cedo apenas pensava em ficar em sua cama aproveitando uma boa noite de sono. Mas o céu estrelado e uma inquietação fizeram-na se arrumar e apenas sair em direção a algum lugar. Tinha encontrado então esse bar no centro da cidade, ele era charmoso e não parecia estar cheio de pessoas bêbadas e caindo pelos cantos. Poderia beber para se animar ali e então se satisfazer de qualquer coisa que estava lhe faltando. Pensando bem desde a hora que decidiu sair até ter chegado aqui poderia ter convidado alguém, já que beber sozinha não era divertido o suficiente. Pensando bem mesmo, tinha sido burra. Mas não tinha mais o que se fazer agora. Não podia chamar mais ninguém, iria ficar muito tempo esperando e ainda sim beberia sozinha. Era mais fácil apenas passar a noite solitária mesmo.

Caminhou em um passo rápido até o balcão do local e abriu um enorme sorriso para o barman que a encarava. Estava de bom humor, porque não flertar? Colocou o cotovelo no balcão enquanto se sentava em uma alta cadeira e o olhou através dos cílios, quase que dramaticamente provocante. — Boa noite! Uma cerveja, por favor... Bem gelada. — falou com uma voz rouca fora do normal. A verdade é que não queria ficar entediada sozinha naquele bar e talvez brincar com o barman fosse seu jeito de se divertir. Ele apenas assentiu nervoso e partiu em busca de sua cerveja, o que fez Valentina soltar uma risada baixa. Rodeou então o olhar ao redor do local, procurando por algo interessante e então parou ao ver alguém conhecida. Joy.

Nesse momento o barman chegou com sua cerveja, colocando-a em sua frente e olhando para ela com uma cara de animação. Apenas o ignorou, jogando o dinheiro no balcão e pegou a cerveja, começando a caminhar em direção a cara conhecida que via por ali. O barman parecia ter levado uma bofetada, não entendendo a mudança de comportamento de uma hora para outra. Porém com Joy ali não precisaria de ninguém para se divertir. Ela estava no balcão, porém como ele era circular, ficava um pouco longe da onde tinha se sentado, fazendo com que ela que não visse Valentina se aproximando. Essa virava a cerveja animada enquanto ia em sua direção, chegando ao seu lado animadamente e lhe lançando um sorriso convidativo. — Olha quem eu encontrei por aqui... — disse levantando uma das sobrancelhas, dando uma risada logo em seguida. Aquelas sobrancelhas traziam-lhe quase um sentimento de alivio. Joy estava ali então não ficaria sozinha aquela noite. A verdade agora era que se divertiria e muito por aquela noite.



Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {RP FECHADA} — midnight drink

Mensagem por Joy Kronwech Yixle em Qui Jul 07, 2016 3:19 am

Seu filho da puta...! — Quase berrou com sua voz entrecortada em meio ao beco escuro, espirrando sangue na faceta alheia. Os dedos pálidos tomaram o nariz mais uma vez, limpando um filete rubro, seu sangue, que umas de suas narinas expeliam. Em seu lábio ínfero havia um corte superficial que manchava ambos os lábios do mesmo líquido, sendo tomado posteriormente por um leve inchaço. Desviou do segundo soco que o infeliz tentou desferir contra si, no mesmo instante que se agachou envolveu com ambas as palmas no quadril alheio em um movimento ligeiro. Empurrou-o contra a caçamba de lixo e seu corpo bateu contra a lataria provocou um ruído metálico que ressoou por seus ouvidos. Fora por ele que previu os próximos movimentos de seu adversário, apoiou o peso de seu corpo com a perna esquerda e com a direita lançou sua força contra o peitoral do estranho com um chute certeiro. Percebendo o quão atordoado o segundo se encontrava, puxou-o pelo colarinho e bateu a cabeça dele contra a tampa da caçamba. Toda a ação não levou mais de um minuto e sua única plateia fora uma senhora que permanecia atônita ao deparar-se com a cena que se desenrolara defronte aos seus olhos. — É sua senhora. — Disse a loira enquanto ainda recuperava o fôlego perdido com a ação, com seu tom rouco. Em sua mão segurava uma bolsa que estava manchada com alguns respingos de sangue que pertencia a velhota trêmula que a mirava com um ar amedrontado. — Não vou ficar segurando isso aqui pra sempre. — Empurrou a bolsa contra o projeto de vovó dos Looney Tunes Baby.

Ouviu um gemido que vinha de trás, pertencia ao homem que tentara furtar a bolsa da mulher. Joy soltou um suspiro audível, com as mãos apoiadas em seu quadril e inclinando-se em direção ao mesmo. Os olhos ganharam um brilho rosado e arroxeado, destacando-se em meio do breu do beco sem saída. Com os cabelos desgrenhados e a quantidade de sangue que manchava suas vestes — em suma de sua vítima — tornara-se uma figura ligeiramente medonha. — Promete que vai sair dessa vida de crime? — O homem fez um sinal positivo com os dedos, como se usasse suas últimas forças no ato. Prepara-se para voltar-se para a senhora quando sentiu um projetil passar de raspão por sua cabeça. — Seu nariz vai crescer. — Lançava uma latinha energizada em direção a ele, saciando-se com os gritos que tomavam seus ouvidos enquanto rumava em direção afora do beco. — Aconselho a senhora a andar em ruas mais movimentadas e com luz, não é qualquer um que se arrisca a salvar alguém que está prestes a morrer. — Deu duas batidinhas contra o ombro da mesma, chamuscando o suéter da senhora que abriu sua boca em um círculo perfeito e correu apressadamente em uma velocidade pertencente a uma lesma.

Revirou os olhos com a imagem, acomodando suas mãos nos bolsos da jaqueta que havia perdido seu tom enegrecido para o vermelho. Semicerrava os olhos para as pessoas que ousavam mirar sua figura e percorreu um caminho breve em direção ao bar que costumava frequentar quando ainda pertencia ao Instituto. Sinceramente o ambiente era pomposo demais para sua simplicidade. Gostava de estar presente nos “shows” dos mais fracos para o álcool, os covardes que preferem dormir na sarjeta a enfrentar suas esposas furiosas. Adentrou no estabelecimento chamando atenção por conta de suas vestes e principalmente por seu rosto visivelmente inchado e respingado mesmo com a presença de luzes coloridas. Ignorou completamente a presença alheia, dirigindo-se ao balcão com pressa. Um barman bonitinho atendeu-a prontamente, ansioso em ter certeza se a loira irritadiça fosse trazer algum problema. — Uma dose de uísque. Com gelo extra. — Disse entre dentes, com seu sotaque irlandês destacando-se em suas palavras pelo nervosismo. — Quem manda bancar a heroína, sua otária? Tá gostando do que vê, por que não tira uma foto? — Mostrou o dedo do meio para um homem que a olhava como um cão encarava um bife. Passou-se questão de minutos para que a bebida fosse servida e usou um dos panos próximos para envolver metade dos cubos de gelo e prontamente apertá-lo delicadamente contra seu nariz. — Melhor que porra. — Murmurou ao dar um longo gole na bebida, terminando-a.

Quem você... Ah, é você Val. — Mudou seu tom ríspido rapidamente quando se deparou com um rosto conhecido. Loira e com aqueles peitos, como não notou antes? — Antes que me pergunte, eu estava ajudando uma cidadã americana. Oliver achou que isso fosse me fazer bem, mas creio que ele esteja enganado. — Franziu o cenho e encarou os olhos azuis de sua acompanhante. — E você, ainda anda com aquele cretino ou arrumou coisa melhor? — É claro que estava falando de Calvin e seus músculos ridículos. Como Oliver, que era tão... É, não há adjetivos favoráveis para sua pessoa nesse momento. Apesar de ter um convivido com a maioria dos casos amorosos de suas amigas, ainda não conseguia compreender o quão azaradas poderiam ser. Ponderou por um instante e resolveu mudar de assunto. — O que faz aqui?
I love bad bitches that's my f*ckin problem



—  M Y F I R E W O R K S I N Y O U .


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {RP FECHADA} — midnight drink

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum